Minas On-line
Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais - SETUR

cultura.jpg Dúvidas Frequentes Links Mapa do Site Fale Conosco Ajuda Secretaria de Turismo do Estado de Minas Gerais

Turismo de Negócios

PDFImprimirE-mail

Veja outros segmentos

 

De acordo com o Ministério de Turismo, a abrangência em que as duas temáticas – eventos e negócios – podem abarcar no campo turístico, estabeleceu-se como recorde a seguinte definição:
Turismo de Negócios e Eventos compreende o conjunto de atividades turísticas decorrentes dos encontros de interesse profissional, associativo, institucional, de caráter comercial, promocional, técnico, científico e social.

São de grande importância alguns tipos e formatos de encontros do Turismo de Negócios e Eventos: missões empresariais, visitas técnicas, viagens corporativas, rodadas de negócios, feiras, convenções, congressos, fóruns, seminários, palestras, work shops etc.

Vários aspectos são de grande relevância para este segmento:
Oportunidade de equacionamento de períodos sazonais, proporcionando equilíbrio na relação entre oferta e demanda durante o ano, pois independe de condições climáticas e períodos de férias escolares.


Institui-se como alta rentabilidade, uma vez que o turista desse segmento, em relação ao turista de lazer, apresenta maior gasto médio, normalmente retorna mais vezes e com tempo de permanência no destino.


Os eventos e atividades de negócio funcionam como ferramenta de marketing para o destino, expondo-o significativamente na mídia e estimulando que o turista volte para fins de lazer e divulgue-o a outras pessoas.


As atividades de outros segmentos turísticos são incrementadas com as visitas realizadas por esses turistas em seus horários livres, em períodos pré ou pró-eventos, e em retornos futuros com familiares e amigos.


Possibilidade de interiorização da atividade turística, pois podem ser realizados em cidades menores, desde que apresentem as condições e estruturas necessárias para realização do evento, reuniões e visitas de negócios.
Utilização de infra-estrutura e serviços de elevado padrão de qualidade.
A demanda não reduz significativamente em momentos de crise econômica.
Aumento de arrecadação de impostos – normalmente, o turista de negócios e eventos necessita de emissão de notas fiscais para comprovação de despesas à empresa a qual pertence.


Contribuição para o crescimento dos negócios locais por conta do intercâmbio comercial e empresarial realizado durante as feiras, onde se estabelecem contatos diretos entre fabricantes e consumidores.

 

Redução dos impactos da sazonalidade.
Dinamismo e praticidade – os serviços utilizados pelo turista devem ser ágeis e eficazes.
Profissionalismo – requer capacitação específica e não aceita improvisações.
Diversidade – pela variedade de eventos oferecidos no mercado.
Motivação – ocasionada pelo interesse no evento, e não pela atividade do destino.

Legalidade: a legislação pertinente ao segmento diz respeito aos prestadores de serviços e a outras questões que, embora não sejam específicos, incidem na sua área de atuação.

 

Fonte Ministério do Turismo

SETUR|
Rodovia Papa João Paulo II, 4.001  – Prédio Gerais,11º Andar - Bairro Serra Verde,CEP: 31.630-901 - BH, MG -
Telefones de contato
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades